quarta-feira, 29 de julho de 2009

Yoga

Hoje vou ter uma aula de yoga. A Orquídea vai estar a meu lado e, quando terminada, vamos jantar fora. Depois espera-nos uma saída bastante movimentada, que decerto não se prolongará muito, pois eu tenho que voltar à capital e ela precisa de uma noite de sono restituinte para se preparar para a grande viagem.
.
No meio de tudo isto, a alegria de conseguir arranjar forma de passar algum tempo de qualidade com ela, e as teorias do professor de yoga (muito cómicas para estudantes de medicina), são das poucas coisas que me permitem alguma paz de espírito.
.
A verdade é que, depois de um ano que me pôs sobre imensa pressão, ainda acordo (e passo os dias) com a sensação de que tenho imenso que fazer e imensa gente a quem tenho que provar que sou boa naquilo que faço.
Suspiro.

Papoila

2 comentários:

Poppie disse...

olha eu tb n acreditava. n sei se é pura sugestão mas ando lá há duas semanas e estou mesmo a gostar. e a gostar de tal forma que até faço alguns dos exercicios em casa.
ah... e foi a minha médica que me mandou fazer

Papoila e Orquídea disse...

Mas eu acredito =). Também gostei muito. Só não se mostrou uma grande revelação porque, para minha surpresa, já tinha feito vários dos exercícios num outro desporto!

A verdade é que resultou e saí de lá cansada (com tantos meses sentada em cadeiras, em frente a livros, não seria de esperar outra coisa...).

Obrigada pela visita! Infelizmente não vou poder continuar com o yoga, a aula de ontem foi puramente experimental. Mas espero que continues as tuas aulas (e parece-me que tens uma boa médica =) )

Beijinho

P